sábado, 22 de novembro de 2008

Afastamento do que não sou

Afastamento do que não sou

Basta! Não quero continuar a ser uma pessoa que não sou. Agora chega!
Estou farta! Estou farta destes sorrisinhos de merda, destas supostas palavrinhas doces, e destes sentimentos não sentidos. Estou farta de olhares fingidos, de gargalhadas que no fundo não contêm felicidade, mas sim humedecidas lágrimas proporcionadas por desconfiança-e-medo, os tais sentimentos que desde sempre me preseguem, e dos quais procuro fugir! Repito para comigo mesma que quero e vou mudar; quero ser eu, unicamente isso. Perco-me na profundidade de razões que me cansam este eu, este falso eu. Não quero mais balbuciar palavras que na verdade não sinto. Não quero mais esconder de mim mesma, a realidade em que vivo, nem a minha realidade perante os outros. Não mais.
Agora sei que fingir ser algo que não sou, trás-me tudo menos felicidade. Agora sei que sozinha ou acompanhada, apenas serei feliz sendo verdadeira não só com os outros mas acima de tudo comigo mesma...
É só isso que quero, dar vida ao meu verdadeiro eu.

3 comentários:

Unknown Artist disse...

Fá-lo, porque no fundo,
o que importa é Tu seres feliz!

Beijinho =)

andreia disse...

por vezes fingimos que estamos bem, fingimos que não somos afectados pelas mudanças a que a vida nos submete; fazemos de conta que está tudo bem. essa atitude nem sempre é propositada, acontece simplesmente quando já não aguentamos mais e quando já ninguém tem uma palavra amiga para nós, ou pelo menos, quando deixam de nos dizer aquilo que queremos ouvir.
o facto de estar revoltada contigo mesma e de quereres mudar já é um bom começo e tenho a certeza que vais voltar a ser o que eras, apenas precisas de arrumar as ideias primeiro e ultrapassar tudo aquilo que te tem deixado tão angustiada. o melhor que tens a fazer é apoiar-te nos amigos; sabem sempre como nos ajudar a resolver os nossos problemas, ou pelo menos a ultrapassa-los.


eu gostei do que escreveste, parece-me estranhamente familiar.
um grande beijinho, e obrigada pelo teu comentário.*

Martinha disse...

realidade, claridade e sinceridade contigo própria. =)*